Lá estava eu no palco do Empreenda 2016, um evento anual sobre empreendedorismo de vida e de negócios organizado pela minha amiga Silvia Pahins em Florianópolis. Fiz a palestra de abertura, que mais tinha tom de conversa do que de aula, é muito bom o diálogo. E foi lindo, foi especial, foi mais do que eu imaginei. Até aí, tudo como meu coração sabia que seria. Estar em contato com pessoas queridas, entregar o que acredito sobre mudança de vida e autoconhecimento, abraçar quem eu só conhecia pela internet. 

Acontece que o evento me trouxe algo mágico e inesperado. Aconteceu de outros palestrantes, ao contarem suas histórias tão lindas e que me encanta, em algum momento partilharem sobre eu estar presente na construção dessa história. 

“Foi quando vi a Paula Quintão…”

“Um dia ouvi da Paula Quintão…”

“E então surgiu a Paula Quintão…”

Fiquei olhando para aquilo, feliz, é claro, e um tanto emocionada com quanta beleza estava presente naquele retorno. Saber que fazemos parte da construção do outro é algo que em muito nos toca e emociona. E assim eu fiquei: tocada e emocionada. 

Voltei para o hotel, deitei na minha cama depois de dois dias cheios de partilhas, olhando para o teto fui percorrendo a história de construção da minha entrega pelo meu negócio até aquele dia… revendo cada pedacinho que a memória fosse capaz de trazer. Revendo os movimentos em Manaus, ainda quando criei o CNPJ, que como diz a Rafaela Cappai, “a Paula Quintão criou o CNPJ sem saber o que faria com ele”, dos movimentos que eu fazia oferecendo meu trabalho de empresa em empresa, de escola em escola, de faculdade em faculdade, do desenvolvimento das partilhas online, dos cursos, dos alunos, de cada ponto de luz que hoje faz parte do meu presente. 

Claro que me emocionei ainda mais. Chorei um tanto. Porque é muito bom olhar para trás e ver que a vida é mágica e vai criando providências se estamos nos movimentando. 

Ao ouvir daqueles palestrantes que hoje têm um público tão grande, que hoje fazem um trabalho tão admirável, que de alguma forma minha entrega fez parte de suas construções foi de fato ouvir que a única e principal parte que me cabe é entregar o meu melhor, é entregar o que sinto que preciso entregar, é fazer o que sinto de fazer, porque os efeitos e as ramificações dessa entrega sempre serão um mistério para nós. Não vamos ter controle sobre isso. Não vamos conseguir ter dimensão sobre esse efeito que causamos na vida uns dos outros. 

Sempre acreditei que somos todos luz uns na vida dos outros. E acontecimentos como esses do Empreenda 2016 me trouxeram ainda mais forte essa clareza. Somos todos luz uns na vida dos outros, e seremos cada vez mais luz se realmente estivermos vibrando nossa verdade, nossa missão, nossa entrega que vem de um lugar muito essencial e real dentro de nós. Ao receber todos esses retornos tenho grandes aprendizados, um de que realmente estou em meu caminho e vibro hoje em minha missão de vida. Outro de que ao nos alinharmos com nosso caminho, com nossa verdade, ao cuidarmos verdadeiramente do que vamos entregar, o universo cuida de todo o resto. E você cuida de entregar. Não porque você quer ser luz na vida do outro. Não porque você quer fazer parte da construção da história do outro. Não porque você quer ser reconhecida. Você entrega porque você simplesmente quer entregar. A entrega pela entrega. A coisa pela coisa. 

No fim das contas, a parte que nos cabe é a entrega. A partir daí, confiamos e seguimos. Uns conectados aos outros, bem mais do que desconfia nossa vã filosofia. 

Paula Quintão

25 de setembro de 2016

assine_newsletterb

banner_novoeu

Autor

Paula Quintão segue a desvendar os mundos internos e externos. É escritora & mentora de escritores, transição de vida e negócios digitais. Doutora em Sustentabilidade, montanhista, paraquedista e mergulhadora. Mãe da Clara. Criadora da Escola de Rumos, do Portal Coragem Para Empreender e da Editora Suban a Los Techos, autora do livro Para Sempre Um Novo EU (2012) e O Caminho Que As Estrelas Me Viram Cruzar (2017). Escreve semanalmente dentro das temáticas autoconhecimento, escrita, transformação de vida e empreendedorismo em paulaquintao.com.br

  • Rico Oliveira

    Está sua plena jornada de entrega transforma o mundo, Paula. Estar conectado a você e a seu trabalho causa ALEGRIA e ESPERANÇA. Muito grato.

    • http://www.paulaquintao.com.br/ Paula Quintão

      Rico, como eu te disse, você é a pura representação da gratidão. Muito obrigada por tudo.

  • Carolina Salem

    Paula, estou amando todos os seus textos. Todo conteúdo que você passa está vindo de encontro com os meus propósitos, meus valores e minha alma! Já estou fazendo dois cursos, a Oficina de Redação e o Respira. Medita. Cria. e agora quero fazer a Travessia tb! Quero fazer todossssss!!! Bjo

    • http://www.paulaquintao.com.br/ Paula Quintão

      Carolina, hoje e sempre vamos celebrar esses encontros que a vida proporciona. Eles são mesmo divinos e só temos a agradecer. Será uma alegria grande ter você comigo na Travessia, começamos ao vivo no dia 29. Te orientarei por email.

  • Teresa Jesus

    Que linda!! Obrigada por trazer essa sua luz para minha vida!!! Bjs!!

    • http://www.paulaquintao.com.br/ Paula Quintão

      Teresa, que saudades! eu falei de você na sexta-feira mesmo =)) contando da sua presença na nave da xuxa =)) Saudades, saudades!!

      • Teresa Jesus

        Hahah! Não acredito! Queria ter estado lá! Muita saudade tb de vc e da nave da Xuxa!!😘😘

  • Juliana Dos Santos Jesus

    Suas palavras me tocam muito, Paula! Parabéns pelo lindo texto! Tudo isso só mostra o resultado de seu trabalho verdadeiro, generoso e de muito amor. E eu também posso dizer: “Quando vi a Paula Quintão…” rsrs De lá pra cá, tenho aprendido muito com suas entregas, gratidão por isso. Beijos.