Vida mágica, eu te honro.

Uma lembrança publicado hoje no facebook que me enche de felicidade.
Em 9 de maio de 2013 eu partilhava esse texto, me preparando para um dos mais incríveis movimentos da minha vida: abrir minha empresa, ir viver minha realização profissional que tanto me entusiasmava.

Era um passo para me sentir eu mesma integralmente, me libertando de camadas e camadas de tudo aquilo que me impedia de ver minha essência se expandir e expandir.

Sem saber o que viria pela frente, eu era um puro coração acelerado.

E sem saber o que viria, exatamente em 09 de maio de 2015 eu deixava Manaus, me despedia da terra que me acolheu por 5 anos, a terra que me fez montanhista, que me fez paraquedista, que me fez doutora, que me fez empreendedora, que me fez acreditar nos meus sonhos e ter coragem para mudar o que precisava ser mudado na minha vida. Uma despedida de muitas lágrimas e um coração abastecido por todos os aprendizados.

Hoje, 09 de maio de 2016, preparo os movimentos que estão por vir ainda esse ano. A inauguração da minha Escola de Rumos, uma frente em que concentro todos os meus cursos, oficinas, workshops e consultorias e a editora S.A.L.T Suban A Los Techos.

Coração, eu agradeço. Vida, eu te honro.
E partilho esse meu texto em lembrança e honra.

“Liberto o pássaro azul que há em meu coração”.

 

facebook_asasquevoam_paulaquintao

(sim, na imagem essa sou eu em meu super mega mágico paraquedas laranja)

 

As Asas Que Voam Dentro De Mim
Uma outra música toca em meu peito quando sou eu mesma, quando entrego palavras que rimam com o meu coração, quando as asas que voam dentro de mim ganham o mundo. Uma outra melodia eu consigo escutar quando a manhã nasce espontânea e os olhos abrem sem hora pra despertar. Um outro som ilumina meus olhos quando eu posso ir e voltar quando sinto que é hora de ir e voltar. Um outro acorde rompe minha alma quando ao lado de todos os outros posso ser só amor, sem amarra alguma, doando paz, fazendo o meu melhor. Uma outra canção paira no ar quando a noite se faz dia e os sonhos da cama são vividos ao acordar. Uma orquestra inteira rege a minha vida quando eu digo pra mim mesma que tenho asas e posso voar. O mundo canta num só coro e todos os cantos do planeta ficam cheios de luz quando abro meus braços e liberto o pássaro azul que há em meu coração.


Inspirado no texto “Pássaro Azul”, de Charles Bukowski.
De Paula Quintão. 09/05/2013

 

assine_newsletterb

banner_novoeu

Autor

Paula Quintão segue a desvendar os mundos internos e externos. É escritora & mentora de escritores, transição de vida e negócios digitais. Doutora em Sustentabilidade, montanhista, paraquedista e mergulhadora. Mãe da Clara. Criadora da Escola de Rumos, do Portal Coragem Para Empreender e da Editora Suban a Los Techos, autora do livro Para Sempre Um Novo EU (2012) e O Caminho Que As Estrelas Me Viram Cruzar (2017). Escreve semanalmente dentro das temáticas autoconhecimento, escrita, transformação de vida e empreendedorismo em paulaquintao.com.br