Carminha é um dos presentes que Manaus trouxe para minha vida. Carminha é anã, saiba disso antes de qualquer coisa. Porque se hoje fosse possível te trazer aqui para conhecê-la pessoalmente, essa seria a característica mais imediata que você perceberia. E, segundos depois, como foi comigo, você começaria a se surpreender com a grandeza dessa mulher que vai além dos limites do seu corpo. “É minha marca registrada, todos que me vêm, se lembram de mim”, diz com leveza e um profundo respeito a si mesma. 

Carminha me ensinou sobre humanizar meus processos de gestão, de liderar com o coração. Carminha me ensinou as mais belas lições de grandeza da alma que perdoa, que acolhe, que compreende, me ensinou sobre o quão belo é saber pedir ajuda e aceitar ajuda, me ensinou sobre as lições que o espiritual está sempre a trazer em qualquer situação que vivemos. Carminha me ensinou que nossos limites estão na nossa mente, me ensinou que o mundo cabe num abraço.

Antes mesmo de chegar a Manaus, ela me ligou. “Estou com seu currículo, Paula, quando você chegar na cidade venha me ver porque estamos precisando de alguém com o seu perfil na empresa”. E poucos dias depois de iniciar minha vida em Manaus pelos idos de 2010, eu estava diante da Carminha, aquela gerente de RH de tanto pulso e ao mesmo tempo de tanta delicadeza. E para minha surpresa a Carminha era anã.

E observar como ela se movimentava, como resolvia seus problemas, era me encher de curiosidade e de muita admiração, como o é até hoje. Não passa por essa mulher nenhuma manifestação da vítima, do drama, de valorização do que falta. Ao contrário, sobra leveza. E a todo o tempo ela olha para a solução, para o que pode ser feito para resolver.

E foi assim desde que nos conhecemos… E assim foi em cada uma das etapas que convivemos… como minha gerente de RH, a mais inspiradora desse mundo, ensinamentos que hoje eu aplico em todos as minhas decisões empreendedoras. “Querida, ouça o que o seu coração está pedindo antes de tomar uma decisão”. Como minha amiga, enfrentando comigo desafios dos mais criativos e intensos no ambiente de trabalho e em Manaus, a terra do sol e a terra da aceleração dos processos. Como companheira de desbravamento dos encantos do mundo espiritual em meditações, estudos e cultos,  companheira dos mergulhos nos balneários ao redor de Manaus quando pedíamos aos céus cura para nossos processos profissionais que não estavam fáceis. E desde sempre, qualquer que fosse nosso momento e nossa convivência, a Carminha que amo, que admiro, que acolhe, que supera, e que enche o mundo com doçura, mesmo nos tempos mais difíceis da sua vida, estava presente, ouvindo, apoiando, dando luz e vida aos sonhos.

com carminha

Hoje nos reencontramos depois de três anos desde que nos vimos… E que emocionante é  estar em uma relação de amizade e amor verdadeiro, em que mesmo havendo anos sem nos ver, tudo é tão belo e querido quanto sempre foi. Nem parece que passou tanto tempo assim desde nosso último encontro.

Verdade é  que mesmo havendo saudade grande, o tempo do coração é um tempo diferente. Ele faz permanecer, faz manter vivo, faz durar quando um coração consegue dizer ao outro com todas as palavras “logo nos reencontraremos”. Quando um coração combina de se conectar com o outro, parecem se ouvir à distância.

No paraíso de Paraisópolis tenho hoje belas horas de Carminha, que por aqui é Lucinha. Temos histórias de todos os gostos, histórias de aventura, suspense, dramas, comédias e as mais místicas para preencher com narrativas regadas por saudade, lágrimas, agradecimento, riso e montanhas que nos cercam.

Uma maravilha de reencontro. Uma maravilha de celebração. Uma maravilha a vida enviar pessoas de tanta luz e tanta fonte de inspiração fazendo a vida ser mesmo a magia que é. 

Paula Quintão

22 de maio de 2016

assine_newsletterb

banner_novoeu

Autor

Paula Quintão é escritora & mentora de escritores, transição de vida e negócios digitais. Criadora da Escola de Rumos, do Portal Coragem Para Empreender e da Editora Suban a Los Techos, autora do livro Para Sempre Um Novo EU. "De passo em passo eu desvendo um mundo dentro e fora de mim".

  • Ana Claudia Américo

    Muito bacana!

  • Alinne Ferreira

    Que coisa mais linda e sensível este reencontro. Presentes que a vida nos dá =)