Dia desses estava para produzir um conteúdo para o meu Clube dos Impulsionadores. A proposta do grupo é a cada mês trabalharmos temáticas que sejam impulsos para nossa vida empreendedora, nos guiando e nos fortalecendo com conhecimento e força do grupo.

Acontece que eu não conseguia avançar na produção do tal conteúdo. Geralmente produzo conteúdo com facilidade, simplesmente flui. Só que naquele momento algo dentro de mim pedia um tempo a mais, algo não fluía. E então eu respeitei por um dia, por dois dias, por três dias até que comecei a ficar incomodada com meu atraso. E o próprio “não fluir” virou tema do conteúdo e da partilha com o Clube.

Hoje, nesse texto de domingo, senti de partilhar com você, meu leitor, essa reflexão sobre o propósito, sobre a motivação, sobre o negócio e sobre o fluir.

O propósito e a motivação….

O propósito e a criação do nosso negócio…

O propósito e a fluência…

Vamos a algumas luzes que colhi e que são luzes para todos nós.

Para deixar tudo mais curioso, vejam como o universo vai providenciando o que precisamos… fui fazer retiro de silêncio simplesmente porque queria estar com o Prem Baba e silenciar. Chego lá e a temática do retiro é Propósito e Relacionamentos. Ou seja, estava no lugar certo, na hora certa. Não só por mim, mas também pelo que tenho a partilhar aqui no Clube.

E associando o que sinto, o que experimento às luzes do momento, eis aqui alguns pontos que tenho para destacar…

Pistas Sobre O Propósito

Uma das principais citações do Prem Baba durante o retiro que me fizeram ampliar minha visão sobre o propósito foi a de que todas as crianças têm pelo menos uma notícia sobre qual é o seu propósito.

Foi muito fácil me ver em infância com meus alunos imaginários, simulando contas no quadro de giz e fazendo ditados difíceis para que eles anotassem e aprendessem. Foi fácil me ver fazendo fichas e simulando ligações de atendimento como se eu tivesse um consultório, algo assim.

Pistas do que me faz tão feliz hoje.

Coisas que não lembrei quando achei que eu tinha que virar feirante há uns 5 anos atrás. Coisas que não lembrei quando criava meus planos de fuga para sair do trabalho infeliz. Coisas que não lembrei nem mesmo quando estava criando meu negócio.

Hoje sim consigo estar desperta e perceber. E ver que para todos nós vale uma investigação no fundo da alma: quais pistas eu tive na minha infância sobre o meu propósito?

O Verdadeiro Chamado Para A Missão Vem Do Coração

Não tem isso de o propósito ter a ver com o “ajudar” o outro. Ajudar o outro é uma das consequências do propósito, não é o fim. Estamos, de verdade e essencialmente, nos ajudando, nos salvando, nos sentindo felizes, nos conectando com o que nos agrada.

Se não te agrada, se é pesado para você, pode saber… você não achou ainda o elemento mais essencial do seu propósito.

O propósito não tem que ser uma coisa bonita. Tem que ser um chamado do coração. Um sentir estar “no lugar certo, na hora certa”, usando seus dons a serviço do outro. Não porque o outro precisa, mas porque VOCÊ PRECISA entregar esses dons, sente vontade de entregar.

O Tempo De Germinação “é o tempo de deus”

Tenho uma amiga, a Thais Alcantara, que diz que “quando é por deus é na manteiga”. E eu me encanto com essa expressão dela, porque é a mais pura verdade.

Quando estamos em nosso caminho, as portas, de um jeito ou de outro, se abrem. A carga, de um jeito ou de outro, fica leve.

Sinto isso com a minha filha sempre. Mesmo os maiores problemas que enfrentamos, ainda assim, por mais cabeludos que sejam, encontram um canto macio dentro de mim e eu me abastecem com um força interior de enfrentamento. Esses estados de espírito que parecem mágicos.

O mesmo com o nosso negócio, e digo isso em dois sentidos. Um sobre o caminho. O caminho, mesmo estando em nosso propósito, não vai ser um paraíso encantando de flores saltitantes e cheirosas, vai ter pedra, precipício, caos. É fato! Essa é a natureza da vida, melhor aceitar que as coisas fluem em terreno não asfaltado, mas em terreno offroad. E tudo bem, porque offroad é divertido quando estamos com disposição.

Outra é sobre o germinar. Você pode plantar, cuidar, regar, regar, regar, colocar sol, cuidar de tudo quanto é jeito, mas o tempo de germinar é determinado pela semente e não por quem cuida da semente. Seu trabalho aqui é cuidar a semente e o resto deixe com a natureza. Sem angústias, sem “apressamentos”.

Bom mesmo é encontrar muitas rotas possíveis, semear muitas sementes nesse jardim, para ver a coisa brotar em tempos diferentes, mas produzindo frutos que nos façam sentir que nosso trabalho e nossa entrega está tendo resultados.

A Energia Para Fazer Acontecer

Mesmo vivendo o propósito, há momentos que ficaremos cansados e sem energia. Há momentos que outras prioridades vão se sobrepor à prioridade do negócio. E isso também é OK, porque a vida não é essa organização milimétrica que queremos.

Tem dias, que mesmo cheios de propósito, sabendo porquê amamos o que fazemos, ainda assim vamos preferir ficar no sofá, assistindo netflix. Parece péssimo, porque estamos perdendo horas preciosas de construção, mas até aí mora uma crença, a de que precisamos estar em criação e em energia todo o tempo. Não somos essa máquina. Somos coração e precisamos de tempos de parar, respirar, abastecer, respeitar um ritmo mais lento e então, depois, renovados de energia, voltamos à nossa criação.

Há dias que mesmo sem energia, nos colocaremos a criar, produzir, escrever, entregar, construir, porque sabemos que é preciso fazer aquele movimento, mesmo sendo hora que preferiríamos estar no sofá, porque a semente precisa de cuidados.

Entre momentos de sofá, entre momentos de pura energia e entre momentos de criação sem tanta energia assim, vamos sempre pedindo luz para fazermos nosso melhor e entregarmos nosso melhor, cuidando e cultivando a semente e o jardim com a maior dedicação do mundo.

……

E assim, entre esses elementos, espero que você encontre motivos para olhar seu propósito e sua construção com mais clareza. E encontre motivos para se entusiasmar a cada dia com o que está fazendo, com a beleza que é cuidar, plantar, regar, construir.

Empreender (não só os negócios, mas a vida) é esse “amar o caminho” mais que o ponto de chegada.

Paula Quintão

24 de julho de 2016

(texto adaptado de conteúdo do Clube dos Impulsionadores 2016)

assine_newsletterb

banner_novoeu

Autor

Paula Quintão é escritora & mentora de escritores, transição de vida e negócios digitais. Criadora da Escola de Rumos, do Portal Coragem Para Empreender e da Editora Suban a Los Techos, autora do livro Para Sempre Um Novo EU. "De passo em passo eu desvendo um mundo dentro e fora de mim".

  • Eric Silva

    Excelente texto… flúido, sem rodeios e sincero e que difere do que tanto de prega por ai sobre propósito, missão…. um outro ângulo para se reflexionar sobre o assunto… Parabéns Paula….

    • Andrya Menezes

      Vamos cuidar, plantar, regar, e re)contruir..
      “:-)..

  • Rico Oliveira

    Paula, suas palavras parecem um sopro refrescante que aliviam mentes quentes e desesperadas. Muito bom poder desfrutar deste seu dom de fazer das coisas e palavras simples uma CELEBRAÇÃO. Obrigado!!!!!

  • Gabriela Jordão Moya

    que delícia esse texto querida Paula!!!!! Sinto bem isso…. e que seja bem vinda a oscilação do sofá e da criatividade pura!!!!!! bjos no seu coração

  • Bodhi Soraya

    Obrigada! Realmente o universo é perfeito. Estava indecisa numa decisão
    Importante da minha vida e ao ler esta mensagem senti uma paz é uma confirmação daquilo que no fundo eu já sabia que queria fazer…
    Realmente o peso maior deve ser sempre a decisão que vem do coração e não a da cabeça que Diz que as coisas são assim, tão lineares. Obrigada Paula Quintao por escrever, expressar tão naturalmente os seus pensamentos/ reflexões /ideias….

  • Marília dos Anjos

    Fico encantada como sua escrita. A leitura parece sempre ser uma conversa gostosa numa varanda como amigas. Obrigada, obrigada e obrigada.