Queria que fosse noite estrelada ao te entregar esse texto. Noite até mesmo sem lua para que você pudesse ver o céu salpicado de luzes.

Olhando o céu salpicado de estrelas, como crianças deitadas na grama a admirá-las, poderíamos eu e você mirar a mais linda das estrelas, a mais iluminada, a mais acesa de todas, e de um outro ponto qualquer do céu, poderíamos iniciar a nossa jornada para alcançar a mais bela de todas as estrelas, traçando os caminhos possíveis para chegarmos até ela.

Quantos e quantos caminhos seriam? Não só um, mas milhares.

Ficaríamos deitados nessa grama a admirar o céu e as muitas possibilidades por horas e horas, até que a noite se fizesse dia.

Por séculos e séculos da humanidade, homens se guiaram pelas estrelas para chegar onde fosse preciso chegar. O céu, salpicado em seus pontos de luz, era o mapa que indicava por onde seguir, os caminhos a percorrer.

E até hoje as estrelas carregam grandes lições. E contam sobre a própria vida e suas infinitas possibilidades, sobre haver tanta luz pelo caminho.

delicate-arch-sunset-rock-formation

As estrelas ensinam que na vida sempre há mais de uma alternativa. Sempre há mais de um caminho a se formar diante de nós que nos leva ao ponto onde tanto desejamos chegar. Sempre há uma porta aberta se continuarmos em frente. Sempre há uma possibilidade.

Basta ter olhos para ver. E sonhos para mirar.

E a mesma vida me ensinou que o que nos dá olhos para ver os rumos possíveis é nossa sabedoria. A vida me ensinou que sabedoria faz até mesmo ser possível construir chão debaixo de nossos pés quando não há chão para pisar. Sabedoria que vem do conhecimento acumulado, conhecimento vivido e praticado.

Quanto mais conhecimento vivido na prática, mais caminhos abertos, mais conexões criadas, mais pontos de luz que se acendem em nossa mente tal qual as estrelas se acendem nos céus.

Pontos de luz que se acendem e nos indicam os caminhos a percorrer para realizar nossos sonhos. Sonhos do que queríamos ser quando crescer. Do que buscamos com tanta vontade. Do que faz nosso coração bater forte.

Sonhadora que sou, aprendi com as estrelas a admirar minha vida de tentativas, experimentações, aprendizados a cada curva, minha vida de infinitas possibilidades, de riqueza de alternativas e rumos.

As estrelas me mostraram e aprendi que sonhar significa realizar. Aprendi que sonhar não é viver “no mundo da lua”, mas no mundo das estrelas, das luzes, do que se acende diante de mim e me diz bem macio “venha por aqui”.

Sonhos são possíveis. Sempre há um caminho que nos leva até lá.

Acredito que criar rumos é ter as condições e a liberdade para escolher nossos próprios caminhos, e mais que isso, sermos capazes de criá-los. E então, por acreditar e por viver tão intensamente essa filosofia, nasce a Escola de Rumos. Uma forma real e concreta de estar ao seu lado na construção do chão que leva você até onde tanto deseja estar, salpicando estrelas sob seus pés.

Nasce, em 03 junho de 2016, a Escola de Rumos, criada por mim, Paula Quintão, um espaço online e itinerante que tem como objetivo preencher seu caminhar com conhecimentos das mais diversas áreas da vida para que assim você se fortaleça em sua caminhada rumo aos seus sonhos, conhecimentos salpicados por mim e por muitas e muitas pessoas. Um espaço em que somos todos luz uns na vida dos outros. 

www.escoladerumos.com.br

Paula Quintão

29 de maio de 2016

vemai_escola02

assine_newsletterb

banner_novoeu

Author

Paula Quintão é escritora & mentora de escritores, transição de vida e negócios digitais. Criadora da Escola de Rumos, do Portal Coragem Para Empreender e da Editora Suban a Los Techos, autora do livro Para Sempre Um Novo EU. "De passo em passo eu desvendo um mundo dentro e fora de mim".

  • Rico Oliveira

    Acontecem em alguns mundos especiais…quando uma estrela se desprende do Universo e o escolhe de morada. Ela se transforma em gente e se mistura às populacões.

    Por um bom tempo, a estrelinha passa despercebida, mas impossíssel controlar seu brilho intenso por muito tempo. De repente, dentro do seu novo mundo dispersa seus raios e transforma todo o mundo.

    E assim essa Estrelinha Paula Quintão pôe-se a brilhar e fazer outros brilharem e a sonharem com a imensidão das constelações.

    Vivam os novos rumos!

    Com carinho,

    Rico Oliveira

  • Rafaela Sabino

    Gratidão a vc, Paula! Mais um texto de inspirada condução e delicada composição. Que possamos manter a percepção aguçada e a alma receptiva para sorver leveza pelos caminhos. Boa semana!