Para hoje, me permito trazer como texto de domingo escritos que publiquei há alguns meses no correio para meus leitores e no meu facebook. É um texto pelo qual tenho muito carinho. Naquele momento eu estava seguindo rumo a Santiago de Compostela, a caminhar meus 800km em 36 dias. Foi uma longa jornada e por lá eu descobri que o Caminho de Santiago nada mais é do que uma grande metáfora da vida real: nós com nossas metas (nossos muitos Santiagos), nossos passos dados, nossa intuição, nossa vontade de seguir em frente quando o destino ainda está iluminado.

O que nos faz continuar seguindo rumo a nossos sonhos?

Aprendi muito sobre persistência. Aprendi principalmente que persistir não tem a ver com ir em frente custe o que custar, mas sim ir em frente rumo ao que está iluminado para nós. E que quando essa luz se apaga, por que ficamos insistindo em seguir naquele rumo?! Mudar de rumos não tem a ver com desistir, a vida me ensinou e graças a isso tirou quilos e quilos de peso das minhas costas.

Vamos ao meu texto de 07 de outubro desse 2015.

………………………………

 

Por aqui sigo a transcorrer viagem pelo Caminho de Santiago de Compostela.

Avançando, avançando.

Nada me faz querer voltar. Eu sigo.

Mas tem uma reflexão que sempre me moveu bastante ao longo da vida. A de que vez ou outra podemos pensar que não querer seguir mais uma meta, um objetivo, um projeto é desistir.

 

Desistir não tem nada a ver com mudar de planos ou mudar de direção. Desistir tem a ver com largar mão de algo que ainda nos interessa, mas não conseguimos mais seguir em frente por cansaço ou desgaste ou por qualquer coisa menos importante.

 

Mudar rumos e direções é diferente. Imagine você seguindo rumo a uma montanha, ela é sua meta, ela é tudo que você quer. Mas de repente, no caminho, você descobre que há outra montanha bem linda e bem interessante. Ou que não tem mais motivos para ir até o topo da montanha e está tudo bem e feliz com o quanto percorreu do caminho.

 

Isso não é desistir.

 

Temos que ter opção de escolher outros caminhos mesmo depois de termos anunciado para onde seguimos.

 

E isso serve para tudo.

Serve para os relacionamentos.

Serve para a profissão.

Serve para os destinos de viagem.

Serve para qualquer escolha que fazemos pela vida.

 

Ciclos terminam.

Interesses mudam.

Afinidades se transformam.

Sonhos viram outros sonhos.

E tudo bem.

 

Isso não é desistir.

Não carregue esse peso nem esse fardo.

Por aqui sigo em direção a Santiago de Compostela, passo a passo, quilômetro a quilômetro. Avançando por fora e por dentro. Santiago continua brilhando em meu caminho. Finesterre e o mar continuam me esperando.

======

No dia 11 de outubro eu cheguei a Santiago de Compostela.

Coração muito abastecido. Sentimento de completude. Uma alegria profunda.

No dia seguinte, dia 12 de outubro, depois de assistir a missa na Catedral de Santiago, chorar um oceano inteiro, com um carro alugado eu cheguei a Finesterre, fui ver o mar, fui agraciar o oceano que por séculos e séculos foi ponto de chegada de homens e mulheres que percorreram o Caminho de Santiago. Quanta beleza. E quanta celebração em meu coração.

Paula Quintão

20 de dezembro de 2015

Paula Quintão

 

Foto 12-10-15 12 26 13
Foto 12-10-15 14 30 26
assine_newsletterb
banner_novoeu
Author

Paula Quintão é escritora & mentora de escritores, transição de vida e negócios digitais. Criadora da Escola de Rumos, do Portal Coragem Para Empreender e da Editora Suban a Los Techos, autora do livro Para Sempre Um Novo EU. "De passo em passo eu desvendo um mundo dentro e fora de mim".

  • Gi Nascimento

    Admiração por sua trajetória de vida que ilumina como farol e brilha como uma estrela a todos! Há se completar quase um ano desde que vi aquele banner do Clube, muita coisa se tornou possível de acontecer por seu conhecimento e por sua dedicação, a exemplo do Caminho de Santiago de Compostela. Aprendizados.

    Grato abraço, Gi Nascimento
    20.12.2015

    • http://www.paulaquintao.com.br/ Paula Quintão

      Gi, você é uma luz e agora ao ler seus textos do seu Diário de Bordo passo a enxergar você também como um grande farol que traz direção. Agradeço sua presença!

  • Kel Kamoezze

    Esse texto é um presente pra mim que aniversario no dia 7 de Outubro e que estou sempre a mudar de caminhos.
    Gratidão pelo texto e pela sua presença em minha vida.

    • http://www.paulaquintao.com.br/ Paula Quintão

      Coisa linda essa Kel! Gratidão imensa pela sua presença em minha vida!

  • Alinne Ferreira

    Que texto lindo, profundo e simples. Assim como a vida deve ser. Gracias <3

    • http://www.paulaquintao.com.br/ Paula Quintão

      Alinne, quanta saudade! Que a vida nos reserve um belo e carinhoso encontro no próximo ano que se aproxima.

      • Alinne Ferreira

        Esperarei este encontro com muita alegria, querida Paula. Minha casa está de braços abertos para ti. Beijos.

  • Rico Oliveira

    A singeleza de cada palavra que pousa no texto retrata a suavidade e delicadeza que a Doce Paula Quintão cultiva. Suas obras, extraídas de percepções vivas de experiências testadas, nos encanta, nos embala e nos inspira. Grato, Paula querida!!!!!!

    • http://www.paulaquintao.com.br/ Paula Quintão

      Rico, sou muito agradecida por poder acompanhar de perto seu crescimento em todas as áreas de sua vida. Está inspiradora sua história!

  • Rico Oliveira

    Novamente relendo este texto, depois de 2 anos… QUE ALEGRIA!

    “Mudar de rumos não tem a ver com desistir”

    Vou levar isso comigo PTO resto da minha vida.

    Grsto, Paula🙏🏻😘

  • Allyne Veras

    Que alegria! Recordar é contemplar toda a beleza resguardada em pontos de luz sutis da nossa história, perceptíveis somente depois de longa jornada (…)
    Grande abraço Paula e boa semana!