AS NOSSAS MONTANHAS DA VIDA
por Paula Quintão
 
Aquelas áreas que mais nos desafiam são como nossas grandes montanhas da vida. Será a vida profissional? A vida financeira? A vida dos relacionamentos amorosos? A família? O corpo?
 
É só olhar para quais áreas mais nos pedem atenção e mais nos exigem equilíbrio, presença, que encontramos as montanhas da vida. Ou a montanha da vida.
 
Algumas áreas são uma montanhazinha coisa fácil, tipo uma travessia que faríamos em três dias pela Patagônia Chilena, paisagens lindas, um certo cansaço, uma dorzinha nos músculos, mas água quente e albergues de cama macia.
 
Outras áreas são como uma Serra Fina feita em três dias com um guia horrível que te apressa, com um grupo até engraçado, mas com barracas instaladas sobre pedras que durante toda a noite marcam sua coluna ou seu quadril.
 
E ainda outras áreas da vida que são como cordilheiras. Ou como estar a quase 4mil metros de altitude na trilha inca e você não consegue pensar em nada, só consegue seguir o instinto de dar o próximo passo, respiração totalmente ofegante.
 
Montanhas, mais montanhas, mais montanhas, mais montanhas. Você pode até achar que está tudo resolvido naquela área e aí chegam os ventos e bagunçam tudo, tiram seu rumo, uma nevasca desmarca toda a trilha e você precisa sempre consultar sua bússola interna para dar o próximo passo.
 
Eu amo as montanhas. Com elas aprendo o valor do passo a passo, da paciência com meus tempos e meus limites, a beleza que sempre há ao redor mesmo nos trechos de maior dificuldade e o quanto os sentimentos se transformam, o quanto a dor sentida é esquecida e em instantes ganha lugar para a alegria.
 
Hoje meu exercício tem sido olhar para as montanhas que hoje eu subo. Olhar para as áreas da minha vida e me perguntar como estão cada uma delas e em que fase da travessia eu estou. A explorar.
 
Paula Quintão
26 de setembro (kin 231)
Autor

Paula Quintão segue a desvendar os mundos internos e externos. É escritora & mentora de escritores, transição de vida e negócios digitais. Doutora em Sustentabilidade, montanhista, paraquedista e mergulhadora. Mãe da Clara. Criadora da Escola de Rumos, do Portal Coragem Para Empreender e da Editora Suban a Los Techos, autora do livro Para Sempre Um Novo EU (2012) e O Caminho Que As Estrelas Me Viram Cruzar (2017). Escreve semanalmente dentro das temáticas autoconhecimento, escrita, transformação de vida e empreendedorismo em paulaquintao.com.br