Nem consigo listar quantos foram os programas em toda a minha vida que aceitei porque “é bom que distrai”. Já perdi a conta de quantos eventos, encontros, viagens, shows e almoços participei porque “é bom que distrai”.

Dia desses, num desses momentos “bom que distrai”, bebi, comi, contei uns casos, ouvi outros. De repente, olho em volta e me pergunto: “o que estou fazendo aqui?”. Não é uma pergunta incomum na vida de todos nós, mas esse dia ela caiu em cheio. Resposta: eu estava me distraindo! Céus! Distraindo do quê? Da vida que corria logo ali adiante? Das mil coisas que tenho uma vontade imensa de fazer, mas não faço porque não há tempo para fazer todas elas?

Colocar-me em distração é exatamente encontrar modos de me distanciar da vida que tanto amo e de todas as finas nuances da minha bem elaborada lista de interesses, repleta de atividades que adoro fazer e que ao contrário de me distrair, me mantêm bastante atraída. Não quero ficar distraída! Não quero dormir enquanto minha vida corre solta. Não quero olhar para trás e perceber que tudo o que eu sempre quis fazer não foi feito porque eu estava distraída caminhando por aí. Quero é ser atraída por tudo o que há ao redor, pelos problemas, pela beleza do ambiente, pelas histórias de vida, pelos ensinamentos, pela música, pela arte, pelo ato de compartilhar, pelo que está por ser descoberto. Sim, quero que seja bom porque me atrai e não porque me distrai.

Estar em distração é tirar o foco do que atrai, seja um problema ou você mesmo e sua vida.  Não quero perder o foco ou me entreter para deixar de ver o principal, quero voltar meu foco para o que há ao meu redor e em mim.

 

Autor

Paula Quintão segue a desvendar os mundos internos e externos. É escritora & mentora de escritores, transição de vida e negócios digitais. Doutora em Sustentabilidade, montanhista, paraquedista e mergulhadora. Mãe da Clara. Criadora da Escola de Rumos, do Portal Coragem Para Empreender e da Editora Suban a Los Techos, autora do livro Para Sempre Um Novo EU (2012) e O Caminho Que As Estrelas Me Viram Cruzar (2017). Escreve semanalmente dentro das temáticas autoconhecimento, escrita, transformação de vida e empreendedorismo em paulaquintao.com.br