Elas São Mais do Que Se Pode Ver – As Tarefas Domésticas e A Sabedoria do Feminino

Encerrando hoje o especial sobre As Tarefas Domésticas e A Sabedoria do Feminino com essa imagem do rastelo, muito ela me conta. Quando eu era menina e nas férias íamos para o sítio dos meus avós em Furquim, depois do café da manhã e que meu avô ia para o pasto, minha avó ia até o terreiro e varria as partes de areia com o rastelo. O rastelo risca a areia. Passava o rastelo não para limpar qualquer lixo, mas para dar o ar de limpo. Organizado. Era como dizer “eu estive aqui”. Ao final do dia, entre ventos e circulações, era raro que as linhas do rastelo ainda estivessem por lá. Mas minha avó sabia “eu estive”. E na manhã seguinte, uma vez mais, ela estaria. Assim são as tarefas domésticas. Elas são mais do que se pode ver. Elas atuam num campo simbólico de sabedoria. Uma sabedoria muitas vezes invisível e que guarda a essência do bem viver. Farei agora o último envio via telegram e por lá esse especial seguirá disponível até que, também pelo telegram em breve eu entregue em forma de livro digital.