Há que Se Refazer Alguns Acordos

Se é pra olhar para a reconstrução, há que se olhar para antes de tudo ao que nos move. Ou o que nos impede de mover. Se for para olhar para as mãos que constróem, antes há que se olhar para as pernas que se movem para estarmos lá onde as mãos são necessárias. Hoje minhas pernas foram devolvidas, digamos assim. Fiz uma conexão em Lisboa. Nunca fiz isso de sair do aeroporto durante um intervalo entre os voos. Também nunca fiz isso de almoçar numa vitrine-palco, mas foi o que estava reservado pra nós graças à sorte de ter um dia livre da Luciana Santos em Lisboa. Entre as conversas sobre os caminhos de 2019, sobre os filhos e os negócios, tivemos pastel de nata, tivemos livraria @lerdevagar, tivemos sopa quentinha e, sim, tivemos, no estacionamento do aeroporto, dentro do carro, sessão de thetahealing. Portugal e Luciana abrindo e abençoando meus próximos passos com muitas clarezas e muita coragem para dizer sim a tudo aquilo que eu “nunca fiz” e que tantas vezes só não foi feito porque me faltou solo interno para dizer “vai, Paula, agora pode. Vai que agora pode… pode sonhar, pode fazer suas escolhas com tranquilidade e confiança. Vai porque agora pode”. Há que se refazer alguns acordos. Há que se revisar alguns combinados. Há que se reconstruir sonhos soterrados. Obrigada pelo dia, @porlusantos. Logo estamos juntas em outro ponto do mapa. ✨✨✨