“Tem jeito pra tudo”, eu fico ouvindo essa expressão se revirar na minha cabeça. Talvez minha ansiedade de tantas vezes tenha nascença no “jeito pra tudo”, porque aí minha mente mirabolante capaz de criar estratégias das mais elaboradas quer encontrar um jeito, ou até dois, ou três, que é pra sobrar jeito pra resolver tudo, e esqueço de me deixar em paz.

Não funciona muito bem querer dar jeito em tudo, porque muitas vezes é o fazer nada que resolve da melhor forma. 

Hoje é final de ano planetário, termina um ano regido pela semente para iniciar, dia 26, um ano regido pela lua cósmica. A lua traz as marés e as emoções. E desde o meu aniversário em 08 de novembro eu estreei, 260 dias antes, a frequência da mesma lua cósmica que nessa quinta entramos todos.

Para além do sincronário e do ano novo, se tem algo que posso dizer é “não tente dar jeito em tudo, dê jeito em você: nas suas reações, na sua capacidade de lidar com as próprias emoções, no seu vai e vem de vibração, na sua frequência, no seu poder de manter a harmonia mesmo nas pequenas e mais simples doses de caos, na ansiedade, na impaciência, na busca por resolver tudo sozinha. Assim o mundo se ajeita enquanto nos ajeitamos por dentro”.

Com esses cuidados, no mínimo, você evita a pressão alta. Em frente, muchachos e muchacas. Seguinos caminhando lado a lado, agora observando nossas marés emocionais e o quanto nos mantemos firmes no centro.

E acrescento aqui algumas referências sobre o tal sincronário maia que me refiro.

  • Para saber a sua frequência de aniversário e também das principais datas e pessoas que se relaciona, você pode calcular no site http://tzolkin.com.br/. Eu sou kin 239, tormenta harmônica azul, prazer. 
  • Para fazer parte de uma comunidade de pessoas que está exercitando se sintonizar com a lei do tempo natural, você pode saber mais detalhes aqui: https://escoladerumos.com.br/eventos/lei-do-tempo/
  • Para ler mais sobre se deixar em paz, recomendo o livro “A Sutil Arte de Ligar o Foda-se”, um dos mais vendidos na lista dos indicados do mês de julho de 2018. Imagino que o motivo seja simples, estamos todos a nos importar demasiadamente.

Paula Quintão

24 de julho de 2018, final de ano planetário Semente Cristal Amarela

 

Autor

Paula Quintão segue a desvendar os mundos internos e externos. É escritora & mentora de escritores, transição de vida e negócios digitais. Doutora em Sustentabilidade, montanhista, paraquedista e mergulhadora. Mãe da Clara. Criadora da Escola de Rumos, do Portal Coragem Para Empreender e da Editora Suban a Los Techos, autora do livro Para Sempre Um Novo EU (2012) e O Caminho Que As Estrelas Me Viram Cruzar (2017). Escreve semanalmente dentro das temáticas autoconhecimento, escrita, transformação de vida e empreendedorismo em paulaquintao.com.br

  • Surama Sampaio

    Seus textos sempre tão “sencilhos”, sempre tão profundos, tocam minha alma e falam ao meu coração e mente. Muita gratidão por sua partilha preciosa de sempre! E vamos lá, dar um jeito nessa vontade de dar um jeito em tudo, entrar nessa nova vibração da lua e deixar a pressão arterial calminha, calminha rss.