PARA DEIXAR A COMPARAÇÃO DE LADO

Há algo em nós, como uma voz, que está sempre fazendo comparações. Compara nosso desempenho com os dos outros, compara nosso corpo, compara nossa velocidade no trânsito, compara nossas roupas. Fomos treinados assim: tire a melhor nota, corra mais rápido, faça as melhores escolhas, consiga o melhor trabalho. Comparações, comparações, comparações.

 

Acontece que nosso mundo fica muito melhor quando paramos de fazer esse discurso mental criando comparações e nos colocando na posição superior ou inferior aos outros. Não precisamos estar acima ou abaixo, estamos onde estamos e queremos caminhar sempre em frente, não para ultrapassar o outro, mas para ficarmos melhor conosco mesmo.

A comparação impede uma caminhada de mãos dadas, impede que um torça pelo outro, impede que o mundo colabore de maneira conjunta, impede que o outro seja visto com constante admiração.

 

Um comentário

Deixe um comentário